Livro Um homem de sorte

Para quem está a procura de um livro de romance envolvente eu recomendo "Um homem de sorte" de Nicholas Sparks, o mesmo autor de Querido John, Diário de uma Paixão e vários outros títulos famosos. Esse livro de 352 páginas trata-se de uma história sobre o amor e a força do destino. Eu posso afirmar que a trama envolve e prende o leitor, e é uma daquelas histórias em que você não consegue parar de ler pois quer saber o que vai acontecer, e às vezes a história te surpreende com coisas que você nem imaginava, principalmente no final.


No livro conhecemos Logan Thibault, um ex fuzileiro naval, que quando estava servindo o exército no Kuwait encontrou uma foto de uma mulher no chão. E a partir dai começou a ter muita sorte, sobrevivendo a muitos combates, sempre com a foto no seu bolso. Seu amigo Victor acreditava que ela era um amuleto da sorte e acabou convencendo-o a procurar a mulher da foto. É ai que ele resolve ir a pé do Colorado até Hampton (mais de 30 quilômetros) para procurá-la. Agora para saber o que vai acontecer você vai ter que ler o livro, haha.

Sinopse:
“Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografia dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela.”

“Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fim de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto.

Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. (...)

Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar."

Trailer:



E uma novidade: em maio desse ano vai estrear um filme baseado nesse livro, com Zac Efron. Não podemos perder, né?

0 comentário(s):

Seguidores

Marcadores

Arquivo do blog

Newsletter

Estou no MuccaBlogs

Parcerias do Blog